quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Foco e Comprometimento





Senta que lá vem história - ou - o que eu quero dividir com vocês.

Em Outubro de 2014 resolvi que, pelo menos uma das resoluções a serem tomadas no começo daquele ano eu iria fazer mas, não esperaria 2015 chegar, começaria naquele exato momento. Eu poderia esperar, mas não quis.

Porque temos que aguardar a chegada de um novo ano para mudarmos? O rumo da sua vida você toma agora, ano que vem pode ser tarde, já pensou nisso? Não seja guiado por um calendário.

A procrastinação é o mal que assola o mundo - não se sinta o único do pacote, você não é. Sempre deixamos para depois, sempre colocamos o que não é prioridade como prioridade e assim, vamos levando com a barriga, empurrando frustrações, carregando tristezas desnecessárias e estresse que abalam estruturas.

Que tal ano que vem mudarmos, fazermos algo diferente de tudo que fizemos até aqui?  Você pode começar ano que vem, mas eu diria que o melhor mesmo, seria começar agora!


*********************************

 Ano passado, eu me comprometi, faria exercícios, seria mais saudável, me cuidaria mais. Cabe salientar que essa promessa faço há anos e assim como com você, vira até motivo de piada. Estava infeliz com meu corpo e isso todos os dias o espelho me lembrava, em vários momentos do dia. Não vou dizer que foi fácil, não foi e te digo, o primeiro passo é o mais difícil, os primeiros quinze dias são tentadores, a crença que "não vai dar certo" é forte. Primeiro, porque você acha que vai demorar séculos para conseguir seus objetivos, sendo que você quer resultados imediatos, sua auto-estima grita por isso! 

Então, me inscrevi numa academia, fiquei ali por 2 meses, vi meu corpo mudar e me animei. Percebi que o horário da academia não dava para mim, a pressão baixa não ajudava e pensei numa forma de continuar. Cheguei à conclusão que, se quisesse realmente seguir em frente, teria que fazer exercícios em casa, sairia mais barato e eu faria meus horários. Demorei 3 meses para começar os treinos mas, antes me preparei psicologicamente, assisti a vídeos, preparei os treinos - mesmo sem nunca ter feito isso - e dessa forma, fui acalentando a idéia. Em abril de 2015, comecei a treinar em casa.

 Durante esse processo - e até hoje - tive recaídas, dias de preguiça, desculpas mil para não me exercitar, mas o importante, é que não desisti. Dá para melhorar e vou, não ano que vem, já comecei agora!

Essa escolha - e mudanças - dependeu apenas de mim, aprendi que quando queremos realmente algo e nos comprometemos com nós mesmos, não tem tempo ruim, nem cansaço, nem o dia turbulento, damos sempre um jeito. O fato é que nos comprometemos com todos, menos conosco, nos deixando de lado, sempre para depois...

Não podia, nem queria gastar com academia, fiz em casa, a tarde era mais difícil devido ao cansaço, mudei os treinos para as 5h30 (tudo requer um esforço). Não consegui fazer hoje, assim que der, no momento seguinte, eu faço. O importante é não perder o foco, não desistir.

Aprendi nesse ano que a minha motivação, sou eu mesma, não tinha ninguém para falar logo cedo: acorda, vamos malhar? Vai, faltam apenas 10 pra terminar... Ninguém policiava o que eu comia, tudo dependia de mim, eu era a minha motivação.

Não importa o que você queira mudar, se você focar e se comprometer, você consegue!

Talvez a sua mudança não seja nos exercícios, seja na organização, em dizer não, em trilhar sua vida com mais leveza, em focar em assuntos mais importantes, não importa, escolha e vá à luta!

Para o ano que vem, vem outra batalha por aí, continuar os treinos - porque estou no caminho - e começar outro processo ardoroso. Mas quem disse que a vida pára?

Comece hoje e não pare nunca mais!




domingo, 5 de maio de 2013

Das bagunças, crianças e Afins



Passando pelo Vida Organizada e lendo essa matéria - já tinha visto o vídeo delas das Mamatracas, esse da Anne e é muito engraçado ler, apesar de desesperador para quem passa. O texto é totalmente fiel à realidade mas, sim eu tenho um mas. Não sou uma pessoa organizada mas sou chata, coisas totalmente diferentes que ajudam - ou não - na rotina.
Lendo ao texto, fico pensando que nunca passei por essa avalanche, um furação ter passado pela minha casa, digo diariamente. Claro que têm dias que isso aqui beira a loucura mas, combinemos, não é só a pequena que faz a zona, sou eu, o marido, a preguiça e ela, claro.

E então eu olho agora para ela na sala pulando e vendo desenho, em pleno domingo onde a casa não está uma arrumação, tenho roupas a dobrar, chão para limpar, bancada a ser organizada entre outras coisas e vejo que mesmo na bagunça, a casa não está um caos. Hoje é domingo, estamos no final de semana, é passável.

O que quero dizer é que uma ou no máximo duas vezes, minha casa virou um caos porque a pequena fez bagunça. As duas vezes que me lembro realmente, era de chorar, quase surtei, era brinquedo espalhado por todo quarto. Mas no geral percebo que ela é tranquila e eu até gosto de "certa" baguncinha de bichinhos pela casa, dão o toque na decoração. Mas também, nunca mudei a decoraçao da minha casa por ter criança, nunca tirei nada do lugar porque agora a casa tem um novo ser que acaba com tudo. Nunca foi assim. Desde pequena, eduquei-a para não mexer nas minhas coisas, ou da casa. por exemplo: agora, apenas agora com quase sete anos, ela pode - com a minha permissão, claro, abrir uma gaveta para pegar uma bolacha, uma surpresa ou seja lá o que fôr. Nunca dei acesso à ela fazer o que quisesse. Sempre limitei sua "performance". Claro que isso fica bem mais difícil com mais filhos, se um é difícil segurar, imaginem com mais. Boa sorte aos que não tem filho único.

Eu vejo que nas outras casas, a farra é feita, papéis picados são jogados nas brincadeiras, tintas marcam o chão, o giz de lousa marca o sofá e a criançada se diverte. Vejo que minha filha também se diverte tanto em casa, quanto na casa das amigas mas, aí também tem um outro lado, que talvez só eu, ou pessoas que são como eu pensam: será que estou deixando ela ser "livre", brincar e curtir a vida infantil ao limite? sim, bate um pouco de culpa, de "poxa, ela é criança, tem mesmo que brincar e fazer farra".

Devo dizer que essa culpa vale nos primeiros dez minutos ou nem isso, porque logo minha razão volta e me diz: ela brinca, se diverte mas com limites que tem que aprender, onde nem tudo pode, no mundo ela não poderá fanfarrear assim, ela terá que ter limites. E aí, eu vejo que o bem que tenho feito é bem maior do que a bagunça que não pode fazer e consequentemente da bagunça que ela se livrará amanhã!

sábado, 13 de abril de 2013

Jeito de Morar dos Filmes - Katheleen Kelly

A casa de Katheleen Kelly no filme You´ve got mail

clica aqui e vai lá

Recetinha Rápida

Banana + Canela + Açúcar+ Queijo = tem como não amar?
 
 
 
 5 unidade(s) de banana
 
100 gr de queijo mussarela, provolone ou frescal (como preferir)

2 colher(es) (sopa) de açúcar

1/2 colher(es) (sopa) de canela em pó
 
Descasque e corte as bananas no sentido do comprimento. Disponhas as metades em um refratário. A seguir, polvilhe com açúcar e canela. Por cima, coloque o queijo cortado em fatias bem fininhas. Tampe e leve ao micro-ondas por 5 a 6 minutos na potência média. Sirva em seguida.
 
Eu diminuo um pouco o açúcar e por cima de tudo, antes de levar ao microondas, jogo aquela farofinha de canela com açúcar e farinha. Crocante.
Varie a receita com banana-da-terra, aumentando o tempo de cozimento para 8 a 9 minutos.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Inspiração & Culinária

 
 
 
 
 
 
 
 
Torta para o Final de Semana
 
Então depois de me aventurar com a Cuca de Canela, vai um agrado salgado para meu coração se alegrar, afinal, salgado não tem erro.
 

 
Inspirações de Cozinha
 
 
 
 
Eu só colocaria uma geladeira vermelha  e um fogãozinho mais retrô. De resto....perfeito
 

terça-feira, 9 de abril de 2013

Cuca de Canela - Porque engordar pouco é bobagem!

Então enfim me aventurei a fazer uma Cuca com Canela. Esta sem banana ou maça, banana pesa demais  e eu já ando calórica por consequência, maça não tinha em casa, então vamos a uma cuca simples e aquela coisa indecorosa da farofa de canela por cima.
Na verdade, peguei uma receita de bolo facílimo de canela e coloquei as claras em neve, pois a receita da cuca precisava de alguns ingredientes que eu não tinha.
 
Como eu sou ótima em bolos, imaginem... eu esqueci de colocar a manteiga, uma maravilha, mesmo sem a manteiga, deu certo, é claro que se não tivesse esquecido, o bolo ficaria mais molhadinho, de qualquer forma, é uma ótima receita!
Eis a receita! :)



Cuca de Canela

Ingredientes:

  • 1 xícara(s) (chá) de leite

  • 2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo

  • 3 colher(es) (café) de fermento químico em pó

  • 2 colher(es) (café) de canela em pó

  • 1/2 xícara(s) (chá) de manteiga

  • 2 unidade(s) de ovo + 2 claras em neve

  • 1 xícara(s) (chá) de açúcar

  •  
    FAROFA:
     
    1 xícara de açucar
    1 xícara de farinha de trigo
    2 colheres ou até você ver que fica num ponto de bolinhas, amasse com as mãos mesmo para sentir a textura. (gruminhos)
     
     
    Como preparar:
     
    Misture bem todos os ingredientes até a massa ficar homogênea. Coloque numa forma untada colocando as claras em neve por último, misturando levemente.  Por cima jogue a farofa de canela, espalhando bem e  leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos.
     
    O resto é se matar depois com exercícios e demorar mais 2 meses sem fazer a dita cuja! :p
     

    terça-feira, 2 de abril de 2013

    Porque onde não tem cor a gente coloca!

     
     
     
    Clareando idéias e as prateleiras
     
     
    E os balões vão surgindo...
     
    Riscos
     
    Vermelho e Amarelo sempre
     
    Na parede
     
     
     

     
     
     
    

    sábado, 23 de março de 2013

    Posters, frases e tralalá

    Quer dar uma ajeitadinha na casa gastando pouco?

    Compra uma moldura baratinha, pinta com sua cor preferida e imprime os pôsters. Sua casa agradece :)

    Aqui, altas idéias

    Aqui + outras

    E aqui também

    Se joga!

    terça-feira, 22 de janeiro de 2013

    A Volta

    Estou sumida, final de ano, familia vinda de longe, organização para o novo ano.
    Logo eu volto, prometo.

    domingo, 6 de janeiro de 2013

    Por quê deixar para Amanhã?


    Protelamos tudo, você já reparou? Tenha pensado muito nisso ultimamente e digo que é bem dificil colocar a mão na massa todos os dias, sem desanimar. O desânimo é fato, mas assim como ele, nosso objetivo tem que ser fortalecido. Eu não sou uma pessoa que consegue planejar a vida daqui há 5 anos, eu consigo no máximo daqui há 1 ano e olhe lá. Admiro que consegue fazer planilhas, seja elas quais forem, planejando longos prazos, simplesmente porque a vida é cíclica, ela muda, amanhã tudo pode mudar, daqui meia hora pode acontecer algo determinante em sua vida e os planos de amanhã nunca acontecerem ou, acontecerem de forma diferente. Claro que tudo pode também ser igual, mas quem garante isso daqui há 3 anos?

    Então se
    Aqui um texto bem inspirador

    quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

    sábado, 29 de dezembro de 2012

    Meu desejo para 2013

    Se cuide.
    Cuide do que você come, do que você fala, de tudo o que pensa. Cuide do coração, dos sentimentos, das lágrimas e sorrisos, cuida da sua casa, cuide do corpo, cuide da mente, cuide do futuro, do dia-a-dia. Cuide do que entra dentro de você e o que sai também. Cuide da sua Vida. Ame-se e seja feliz!


    quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

    Lembrar nos dias


    Atitude para 2013

    Todos falam e poucos fazem, mas fica aqui a dica.
    Leia com atenção e reflita em tudo que você quer para 2013.
    Falta emagrecer, realizar um projeto, escrever um livro, ter bom humor, ter foco, sorrir mais, reclamar menos, escrever um email, cantar, fazer uma ligação especial, mudar o rumo, seja qual fôr sua vontade, independente das circunstâncias, se depende de você, faça.
    Não precisa ser muito, faça apenas o suficiente dentro dos seus limites pois, tem coisas que temos que esperar para ver se acontece, se caminha, se é para ser. Então, não espere o acontecer. Faça o que você pode, nem que seja o mínimo: acontecer!


    quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

    A verdade de Final de Ano

    As redes sociais nos fazem achar que tudo é perfeito não? 
    Por exemplo, você lê os post aqui e acha que eu sou a Sra. Perfeitinha, que vai entrar na minha casa a qualquer hora e ela estará brilhando, com tudo no lugar, nenhum sinal de poeira e eu ainda uma dona-de-casa exemplar, sorridente, arrumada e feliz. Não é isso?

    Não, não é. Você pode até achar, mas não é. As mesmas lutas que você tem eu também tenho. Minha casa eu tento manter arrumada, eu tento me manter sorridente, eu tento deixar tudo limpo e organizado mas nem sempre consigo, como qualquer ser humano. Você acha que eu tenho bom humor o tempo todo? negativo. Eu tento procurá-lo, porque muitas vezes ele deve estar encaixotado por aí. Você pode achar que eu sou extremamente feliz e tudo estar bem e azul em minha vida. Não, sinto muito, mas minha vida muitas vezes é opaca e eu tento reaver alguma cor todos os dias, nem sempre consigo, mas eu tento. 

    Por exemplo, você vai passar o Natal com a família fazendo bagunça, todos sorridentes, desejando Feliz Natal uns para os outros. Eu passarei com minha filhota, sozinhas em casa, vendo um programa de TV, ou escutando uma música, comendo alguma coisa da Ceia e pronto. Marido estará trabalhando, ele não teve folga (supervisor, tem?) e o que sobra e tentar não se sentir triste na passagem. Talvez eu durma mais cedo só para não ver a meia-noite chegar e ficar deprimida.  Amigos aqui eu não tenho, não a ponto de no dia da passagem do Natal estarem comigo, cada um já tem o que fazer! Então, agora você entende que nada é perfeito? Não é porque você me vê sorridente por aqui, que minha vida é um eterno sorriso. Tudo que é passado nas Redes Sociais, nada é como parece ser. Você vê o quanto eu bebo, mas não vê os tombos que eu levo. Bem por aí....

    Esse link fala exatamente disso.