quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Como eu comecei a Organização



Desde que resolvi destralhar a casa e organizar realmente a vida tudo fluiu.
O meu primeiro plano foi pegar o mais difícil, no meu caso, a papelada da casa. Primeiro tirei tudo das caixas, uma de cada vez e olhei pacientemente o que realmente era importante, o que deveria ser descartado e claro, uma imensa vontade de limpar e minimizar para ganhar espaço. Esse foi o meu critério.

Descobri o ácumulo absurdo em notas fiscais de coisas que nem estavam mais lá, já tinha doado, jogado ou colocado fim. O acúmulo é sério. Um saco de 100L ali, bem ali na minha frente. Conforme ia jogando papéis, percebia que tinham definições a serem tomadas, pendências a serem feitas então, ao mesmo tempo, fiquei com um caderno - onde coloco tudo de organização por perto, para anotar todas as pendências, inclusive àquelas que eu lembrava, mesmo não tendo nada ver com documentos.

Conforme você vai minimizando, colocando por escrito, tudo vai se tornando claro em sua cabeça, é como um mapa mental, onde pequenas bagunças são arquivadas e o melhor, você não acumula informações pendentes, ela já fica ali, anotada.

Em um dia eu resolvi toda essa pendência e a sensação de leveza foi simplesmente fantástica.

Como era:

* 03 caixas de arquivo morto, com papéis misturados, ou com uma certa ordem
* 06 pastas com documentos, com uma certa ordem e mais algumas pendências que nãosabia onde colocar

Como está:

* 01 caixa de arquivo com documentos trabalhistas
* 04 pastas com documentos
* 03 pastas brancas com ferragens (contas mensal/ documentos ativos/ importantes)


- documentos trabalhistas - os famosos que não usamos mais, mas precisamos guardá-los para a futura aposentadoria.
- pastas com documentos - pessoais, escolares, médicos etc
- pastas brancas 1 - pagamentos mensais
- pastas brancas 2 - documentos ativos - documentos que você vive precisando e
na maioria das vezes deixa em cima da mesa numa pasta L.
- pasta 3- documentos importantes casa - escrituras, contratos e afins

Como eu mantenho a organização

* Em cima da bancada do escritório tenho aquelas pastinhas com divisórias para contas mensais. A conta assim que chega, vai para lá.

* Papéis aleatórios vão para o lixo, caso seja algo legal e que eu queira/precise manter para o futuro, coloca na Agenda da Família - que como já disse aqui, é uma "agenda" - album de fotos - pequena com plásticos onde estão todos os dados importantes da casa: contas bancárias, dados gerais de cada morador + folders de água e pizzaria + etiquetas brancas para uso rápido, entre outros.

* Tiro geralmente um dia na semana (final de semana) para arquivar a papelada que se mantém na bancada. De lá vão para as devidas pastas.

Isso é só uma idéia, faça da melhor maneira para sua casa. O importante é que a ordem deixe tudo mais limpo possível, tanto no espaço físico quanto na mente.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Guardando Informações

Se de repente acontecer um acidente em sua casa (incêndio, maremoto, terremoto), o que você salvaria? não leve em consideração as pessoas, essas obviamente são as mais importantes, mas eu pergunto: se você tivesse tempo, de tudo o que você possue, o que levaria com você?

Eu pegaria o notebook - sim, estou providenciando um, máquina digital, tentaria salvar os documentos da casa e minha bolsa.

Digamos que conseguisse salvar apenas o notebook e minha bolsa. Máquina compraria outra mas, e os documentos o que seria deles? Eu te digo, depende.

Se você tivesse todos eles armazenados num disco virtual ou num HD Externo - teria que salvar este apenas, eles estaria à salvo. Portanto, dê uma olhada em todos os documentos que você tem em casa. Quais são realmente importantes? escrituras, contratos, documentações que não podem ser perdidas ou que dariam tamanha dor de cabeça se fossem.

Muito bem, em cima disso, planeje.
Planeje um tempo da sua vida para organizar isso. Scanear, anotar numerações e dados em planilhas, tudo digitalmente e... arquivo no Google ou em qualquer outro bom servidor virtual. Desta forma, caso aconteça algo, você terá ali os documentos scaneados, se necessário fôr retirar uma segunda via, facilita pois estão lá todas as informações necessárias.

Já pensou nisso? Então pare de pensar e aja.
Não deixe para amanhã. Pode ser tarde demais.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Palha Italiana Rum e Canela


Ingredientes:

1 lata de leite condensado cremoso
1/2 pacote de bolacha maria ou maizena quebrada
35g de licor de Rum (ou 5 colheres das de sopa)
1 colher sobremesa canela pó
Açúcar refinado com canela ou chocolate em pó para enrolar

Modo de Fazer:
Misture todos os ingredientes. Refrigere a massa por cerca de 1 hora ou até dar uma firmadinha. Passe manteiga ou água nas mãos e faça bolas do tamanho de uma noz. Role no açúcar refinado com canela.

Obs: a massa é molenga mesmo e um pouco chata na hora de enrolar. Se preferir praticidade ao invés de uma textura primorosa cremosa, você pode triturar o restante do pacote da bolacha e misturar à massa, para obter um doce mais firme e fácil de bolear. Preferindo corte em quadrados.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Cai, levanta e assim seguimos

Estou para postar várias coisas, mas quem disse que consigo? Mas você Luciana, mexe com meus brios e olha eu aqui.
A vida não é fácil, acordar cedo, trabalhar, enfrentar trânsito, problemas dentro e fora de nós e ainda arrumar coragem para postar e encontrar ânimo para organizar ou não desorganizar a vida.

Esses dias têm sido difíceis, já há alguns meses o desânimo toma conta de mim, a organização teve seus percalços, dias que deixei tudo para o outro dia porque precisava simplesmente descansar, não fazer nada, relaxar, curtir minha tristeza, minha introspecção, minha falta de ânimo. Sim, porque ela vem e os dias nem sempre são belos e ensolarados e com isso, a falta de vontade de manter a organização aparece. Quem nunca?

Eu leio constantemente, inclusive arquivos antigos os links da Thaís do Vida Organizada, Mum´s the boss e The Happiness Project, entre outros que tenho aqui, para encontrar formas de melhorar, de organizar melhor ou ter novas idéias e isso, dá um novo prisma à essa tarefa, assim como um novo ânimo. O que eu tenho realmente aprendido é: a casa não fica como casa de revista todos os dias, você tem que ir lá, arrumar, lavar louça, tirar poeiras, re-organizar coisas que já foram tidas como feitas. É assim, não tem jeito. Mas o melhor é ter prazer nisso. Sei que às vezes é difícil. Mas eu continuo a bater na tecla: não há nada melhor que jogar tudo fora e organizar para se sentir mais leve. Minimalismo + Organização = andam juntas e te deixa + feliz e menos estressada!

Comigo nesses meses acontecia de eu querer muito organizar uma gaveta, DVDs e simplesmente não encontrar forças para o feito e fui deixando um pouco para lá, mas só um pouco, porque eu encontrava algo para arrumar, mexer, consertar e parar de me cobrar. Muitas coisas ainda terão que ser feitas, ainda mais final de ano, mas temos que buscar de alguma forma um jeito de não deixarmos para lá a organização da vida, da casa e da alma. Para você especialmente, Lu, farei uma lista de pendências para que não se sinta tão só. :)

Tenho tentado me exercitar, meditar e acalmar o turbilhão que às vezes paira aqui dentro. Tenho tido ajuda da Paulinha em seu My Better Life, com processo de coaching, que tem me auxiliado em exercícios e ânimos com sua enorme paciência que tanto preciso no momento. Thank´s Girls!

Essa semana ainda, mais posts por aqui. Assim espero!

domingo, 18 de novembro de 2012

Coloque cor nessa vida, menina!

No meu primeiro apartamento, aos poucos, fui colocando um pouco de tudo que gostava. Objetos neutros meio naturais indo dos tons de terra à cores que combinassem. Meus tons preferidos estão nos terrosos, mas não gosto de nada muito comum. Tons de amarelo e vermelho são preferidos. Acredito que a vida é cheia de mudanças e isso reflete em sua casa, também.

O tom amarelo nas paredes continua - sempre, tonalidades de vermelho na casa, dão vida, mas hoje me deixo ousar um pouco mais. E aí, o que seria bom mudar em sua casa? Idéias por aí não faltam.

Cor - coloque cor em sua vida. Simples assim. Pinte uma parede, ou duas, brinque com estampas, forre seus vasos, sua agenda meio sem graça. Não tenha medo, ouse. Olhe sua casa como uma coisa única, que só você tem. Seu modo de morar, organizar, pintar e viver, reflete seu jeito de olhar o mundo e aceitá-lo.

Brinque com tudo - por quê não fazer uma almofada, tentar tingir um objeto, mudar a cara da sua parede? O que te impede? Medo de não sair perfeito? Refaça. Medo de ficar horrível? só tentando você saberá. sua casa é o seu lugar de sonho, então sonhe, sem limites de preferência.
Agora vai lá, olhe ao redor, o que você quer mudar, o que pode melhorar, o que você quer mexer para deixar a sua cara? Mãos à obra!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Sour-Cream Fudge Cake


Derreta dois tabletes de chocolate meio amargo (em banho-maria) e reserve.
Bata numa tigela 2 xícaras de açúcar
1 xícara de sour cream (leite diluído em vinagre branco) e
1/2 xícara de manteiga.
Bata muito bem.

Acrescente 2 ovos
1 colher de chá de baunilha
1/4 de água quente e continue a bater.

Aacrescente 2 xícaras de farinha de trigo
01 colher de chá de fermento.
Bata muito bem até a massa se tornar homogênea.

Adicione o chocolate derretido (pode lamber a colher)e volte a bater a massa.

Coloque a massa numa fôrma untada e enfarinhada e asse em forno pré aquecido (mas não muito alto) por uns 35 minutos.