quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Foco e Comprometimento





Senta que lá vem história - ou - o que eu quero dividir com vocês.

Em Outubro de 2014 resolvi que, pelo menos uma das resoluções a serem tomadas no começo daquele ano eu iria fazer mas, não esperaria 2015 chegar, começaria naquele exato momento. Eu poderia esperar, mas não quis.

Porque temos que aguardar a chegada de um novo ano para mudarmos? O rumo da sua vida você toma agora, ano que vem pode ser tarde, já pensou nisso? Não seja guiado por um calendário.

A procrastinação é o mal que assola o mundo - não se sinta o único do pacote, você não é. Sempre deixamos para depois, sempre colocamos o que não é prioridade como prioridade e assim, vamos levando com a barriga, empurrando frustrações, carregando tristezas desnecessárias e estresse que abalam estruturas.

Que tal ano que vem mudarmos, fazermos algo diferente de tudo que fizemos até aqui?  Você pode começar ano que vem, mas eu diria que o melhor mesmo, seria começar agora!


*********************************

 Ano passado, eu me comprometi, faria exercícios, seria mais saudável, me cuidaria mais. Cabe salientar que essa promessa faço há anos e assim como com você, vira até motivo de piada. Estava infeliz com meu corpo e isso todos os dias o espelho me lembrava, em vários momentos do dia. Não vou dizer que foi fácil, não foi e te digo, o primeiro passo é o mais difícil, os primeiros quinze dias são tentadores, a crença que "não vai dar certo" é forte. Primeiro, porque você acha que vai demorar séculos para conseguir seus objetivos, sendo que você quer resultados imediatos, sua auto-estima grita por isso! 

Então, me inscrevi numa academia, fiquei ali por 2 meses, vi meu corpo mudar e me animei. Percebi que o horário da academia não dava para mim, a pressão baixa não ajudava e pensei numa forma de continuar. Cheguei à conclusão que, se quisesse realmente seguir em frente, teria que fazer exercícios em casa, sairia mais barato e eu faria meus horários. Demorei 3 meses para começar os treinos mas, antes me preparei psicologicamente, assisti a vídeos, preparei os treinos - mesmo sem nunca ter feito isso - e dessa forma, fui acalentando a idéia. Em abril de 2015, comecei a treinar em casa.

 Durante esse processo - e até hoje - tive recaídas, dias de preguiça, desculpas mil para não me exercitar, mas o importante, é que não desisti. Dá para melhorar e vou, não ano que vem, já comecei agora!

Essa escolha - e mudanças - dependeu apenas de mim, aprendi que quando queremos realmente algo e nos comprometemos com nós mesmos, não tem tempo ruim, nem cansaço, nem o dia turbulento, damos sempre um jeito. O fato é que nos comprometemos com todos, menos conosco, nos deixando de lado, sempre para depois...

Não podia, nem queria gastar com academia, fiz em casa, a tarde era mais difícil devido ao cansaço, mudei os treinos para as 5h30 (tudo requer um esforço). Não consegui fazer hoje, assim que der, no momento seguinte, eu faço. O importante é não perder o foco, não desistir.

Aprendi nesse ano que a minha motivação, sou eu mesma, não tinha ninguém para falar logo cedo: acorda, vamos malhar? Vai, faltam apenas 10 pra terminar... Ninguém policiava o que eu comia, tudo dependia de mim, eu era a minha motivação.

Não importa o que você queira mudar, se você focar e se comprometer, você consegue!

Talvez a sua mudança não seja nos exercícios, seja na organização, em dizer não, em trilhar sua vida com mais leveza, em focar em assuntos mais importantes, não importa, escolha e vá à luta!

Para o ano que vem, vem outra batalha por aí, continuar os treinos - porque estou no caminho - e começar outro processo ardoroso. Mas quem disse que a vida pára?

Comece hoje e não pare nunca mais!




Nenhum comentário: